segunda-feira, 16 de julho de 2012

Pelo Mundo: Amã, a capital da Jordânia (continuação)

Foto: Wikipedia
Dando continuidade ao post anterior, que tal conhecer alguns dos lugares considerados mais bacanas da capital da Jordânia, a "Cidade Branca",  Amã?

King Faysal Street e Hashemi Street - São as duas principais avenidas do coração do centro de Amã. Concentram inúmeras lojinhas que vendem desde bolsas Louis Vuitton (made in China, claro) aos tradicionais jelbabs, os vestidos longos usados pelas mulheres islâmicas, e deshdashs, a roupa típica dos homens, e lindos lenços femininos de todos os tecidos e estampas. Também na região estão as melhores ofertas de turbantes e de kofias, os lenços que se transformaram em hit fashion no mundo todo, comumente chamados de "palestinos". Uma das transversais da King Faysal é conhecida como o Beco do Ouro, com vitrines reluzindo joias douradas. Ao negociar qualquer produto, vale pechinchar muito para conseguir descontos de, em média, 30%. 

Hashemi Street. Foto: I Am Traveller - Globetrotter Wannabe
Os tradicionais jelbabs, os vestidos longos usados pelas mulheres islâmicas . Foto: All Poster
Loja do Beco do Ouro, na King Faysal Street. Foto: PierreZA
Mercado das Frutas - Localizado em um conjunto de ruelas próximo à mesquita Al Husseini, construída em 1920, é um interessante passeio. É como estar em uma feira livre no Brasil, com vendedores divulgando aos brados as promoções do momento, mas com o diferencial de que os gritos são em árabe, se vê um vaivém caótico de homens vestidos com o hijab (conjunto de vestido masculino e lenço na cabeça) empurrando carrinhos de supermercado - em um espaço que mal cabe um pedestre -, e as dezenas de barraquinhas vendem produtos como pistaches do Irã, azeitonas sírias e deliciosas tâmaras frescas. Vale reparar que em cada uma delas há uma foto do rei Abdullah pregada na parede ou na armação. 
O mercado de frutas. Foto: Uncornered Market
A mesquita Al Husseini, de 1920. Foto: PierreZA
Darat al-Funun - Trata-se de um complexo cultural criado para introduzir a arte contemporânea na cultura jordaniana. Em uma galeria de arte são expostas obras de artistas locais e árabes. Tem ainda biblioteca, salas para cursos de pintura e escultura, espaço para projeção de filmes, um café e jardins com linda vista de Amã. Na entrada, se encontram as escavações das ruínas de uma igreja bizantina do século 11. Uma curiosidade: em uma das casas restauradas que fazem parte do complexo, o inglês T.E. Lawrence, mais conhecido como Lawrence das Arábias, escreveu parte do livro "Os Sete Pilares da Sabedoria", sua obra mestra. A programação do centro pode ser conferida na página na Internet.

Foto: Panoramio
Foto: Summoner of the moon
O Fórum Romano e o Odeão - O Fórum, a área localizada em frente ao Teatro Romano, é parte das ruínas que restaram da Amã Romana. Repleto de grandes colunas, o caminho que segue em frente ao Teatro é longo e impressionante. O Odeão fica próximo ao Fórum e é adjacente ao Teatro. É possível utilizar o mesmo ingresso para visitar o Teatro e o Odeão. Todo o complexo foi lindamente restaurado e vale o ingresso. 

As colunas do Fórum Romano. Foto. PierreZA
O Odeão. Foto: PierreZA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...